Aviso: leitura encerrada

Devido à realização das Jornadas Europeias do Património, a Biblioteca da Ajuda estará encerrada, à leitura, no dia 25 de Setembro (sexta-feira), retomando o horário normal na segunda-feira, dia 28 de Setembro.

 Agradecemos a compreensão dos nossos leitores para esta situação

Francisco de Holanda - A Luz Esquecida do Renascimento (RTP2)

Para ver ou rever: Francisco de Holanda - A Luz Esquecida do Renascimento: Documentário com a participação de Sylvie Deswarte-Rosa, Joaquim Caetano, Rafael Moreira, Isabel Almeida, Manuel Parada López de Corselas, José Cardim Ribeiro, Francesco Paolo Fiori, Vitor Serrão e Alessandro D'Alessio.


Francisco de Holanda (1517-1584) foi um humanista, um tratadista e um pintor português. Erudito, talentoso e audaz, Francisco de Holanda foi durante muito tempo considerado um dos mais importantes vultos do Renascimento em Portugal. Mas novas investigações revelam que Francisco de Holanda foi muito mais que isso: na Europa do séc. XVI, foi um dos mais prolíficos ensaístas sobre Arte e produziu o primeiro tratado sobre Retrato. O vanguardismo da sua obra escrita e gráfica é, ainda hoje, desconcertante.
Nunca publicado em vida, Francisco de Holanda não deixou de ser lido por reis, príncipes, diplomatas, artistas, intelectuais. Entre muitas outras aventuras, F. H. conheceu o Renascimento italiano pela mão de alguns dos seus protagonistas maiores, de Vitória Colonna a Miguel Ângelo. Os seus registos sobre a Roma dos anos 30 de 1500 são de valor incalculável para a Arqueologia e para a História da Arte (...).

Mais:

Desejo, Desígnio e DesenhoDesire, Design and DrawingFrancisco de Holanda 1517-2017 (Museu do Dinheiro)

Francisco de Hollanda : Da fabrica que fallece á cidade de Lisboa : Da sciencia do desenho / por Joaquim de Vasconcellos. (BNP)



JORNADAS DO PATRIMÓNIO PATRIMÓNIO – EDUCAÇÃO

A Biblioteca da Ajuda associa-se a mais umas Jornadas Europeias do Património, este ano subordinadas ao tema Património – Educação, promovendo as seguintes iniciativas:

25 de Setembro | 6ª feira | 11:00 e 15:00



A educação dos príncipes nos acervos patrimoniais – Palácio e Biblioteca da Ajuda

Visitas orientadas a mostra expositiva na Biblioteca da Ajuda, seguidas de visitas ao Museu.

A partir dos acervos do Palácio Nacional da Ajuda e da Biblioteca da Ajuda, iremos abordar a educação dos príncipes da Casa Real portuguesa, ao longo dos séculos XVIII e XIX. 


Participação gratuita com inscrição obrigatória até dia 23 de Setembro através de: servicoeducativo@pnajuda.dgpc.pt



Imagem: Cours D’éducation pour les écoles du premier âge / Hubert Wandelaincourt. A Paris: Chez Ancelle, 1801

Biblioteca da Ajuda. 35-III-30 

AVISO

Informamos os nosso leitores que, por motivos de força maior, estaremos encerrados à leitura nos dias 17 e 18 de Agosto (segunda-feira e terça-feira), reabrimos no dia 19 de Agosto (quarta-feira), mantendo-se as regras de acesso agora em vigor que podem ser consultadas [Aqui]

Desde já as nossas sinceras desculpas por qualquer transtorno causado.

A Coordenadora






Destaques do Acervo: Ricordo del viaggio in Persia della Missione italiana ,1862

A Biblioteca da Ajuda integra no acervo um álbum de fotografias de Luigi Montabone - fotógrafo da primeira missão oficial do Reino da Itália no Irão levada a cabo em 1862.
BA 123-III-39

O álbum em questão, é um trabalho extremamente importante, seja pelo raro testemunho visual que oferece, seja pelo papel que teve no desenvolvimento de estudos historiográficos relacionados com fotografia durante o período em que a Pérsia (Irão desde 1934) foi governada pela dinastia real Qajar, de origem turca, especificamente da tribo Qajar, que governou a Pérsia de 1789 a 1925.


Marcello Cerruti


A missão em questão, ordenada por Rei Vítor Emanuel II, foi planeada e organizada por Camillo Benso de Cavour, liderada por Marcello Cerruti e era composta por 19 membros de diferentes áreas: diplomática, militar, comercial e científica.   
Grupo da Missão


A composição da missão que incluía cientistas desacatados visava representar o prestígio político e cultural da nova Itália. 






Figuras significativas incluem um grupo de cientistas, incluindo Giacomo Lignana, professor de filologia comparada na Universidade de Nápoles; Camillo Ferrati, professor de geodésia da Universidade de Turim e matemático Michele Lessona, professor de história natural da Universidade de Gênova e médico; Filippo De Filippi, diretor do Museu de Geologia de Turim; Giacomo Doria, jovem naturalista genovês e Carlo Orio, bacólogo, todos destinados a ocupar posições importantes no panorama científico italiano.

Palácio real em Teerão, vista do jardim
      
Mesquita de Sultanieh
  

Soldados persas


Palácio real de Kasvin

Mais [aqui]

REABERTURA DA BIBLIOTECA DA AJUDA MEDIDAS DE PROTEÇÃO FACE À PANDEMIA DE COVID-19


O PNA/BA informa que, com o intuito de proporcionar aos seus leitores um serviço mínimo de acesso ao acervo documental, tendo em vista a continuidade de muitas das investigações em curso, irá a assegurar a leitura presencial, apesar de apenas poder contar com a assistência de uma pequena equipa de funcionários da Biblioteca da Ajuda. O PNA/BA garantem que será efectuada a higenização regular dos espaços e dos materiais como mesas, portas e puxadores, computadores e que todos os elementos da equipa da BA usarão, a tempo inteiro, materiais de protecção (máscara facial).

Neste sentido e com o objectivo de manter os nossos leitores e a nossa equipa seguros e saudáveis, tomamos a decisão de abrir ao público mediante as seguintes condições:

1. Obrigatoriedade de uso de máscara de protecção facial e higienização das mãos com solução antissética de base alcoólica, disponibilizada no local, antes de entrar nas instalações da BA;

2. A leitura presencial passa a ser possível às segundas, quartas e sextas feiras, das 10h30- 13h00 e das 14h00-17h00; as terças e quintas feiras ficam reservadas para respostas a informações, à distância, satisfação de pedidos de digitalizações e seleção da documentação antecipadamente reservada por e-mail;

3. Na sala de leitura só serão aceites, por dia, 5 leitores, correspondendo a 1 leitor por mesa;

4. Só serão aceites, por dia, 2 leitores, que pretendam unicamente efectuar pesquisas, sem possibilidade de consulta, que deverão permanecer na mesa de entrada da Biblioteca da Ajuda;

5. O acesso à leitura e à elaboração de pesquisas passará a ser feito mediante marcação antecipada do(s) dia(s) pretendidos. As marcações da leitura devem ser formuladas por escrito (bibajuda@pnajuda.dgpc.pt), com a identificação clara do requerente e respectivo n.º de leitor da BA (caso já possua);

6. Os números de espécimes a consultar, 12 por dia, mantém-se inalterado salvo no caso da documentação avulsa que poderá ir até 18 espécimes, sujeito a reserva antecipada, por e-mail (bibajuda@pnajuda.dgpc.pt);

7. A fim de diminuir o tempo de espera pela documentação a consultar, a leitura deve ser requisitada previamente, até às 16h00 da véspera do dia marcado para a consulta presencial, através do e-mail (bibajuda@pnajuda.dgpc.pt);

8. Os leitores deverão levar para a sala de leitura os materiais essenciais para a pesquisa que irão efectuar estando totalmente vedada a entrada de livros e materiais escritos avulso dos próprios;

9. Os pedidos para reproduções passam a ser feitos, unicamente, por e-mail (bibajuda@pnajuda.dgpc.pt), cabendo ao leitor a identificação correta da obra e paginas a pedir (qualquer erro de identificação detectado implica a não realização do respectivo orçamento); será dada prioridade absoluta a pedidos de digitalização respeitantes a obras que apenas existam na BA;

10. As visitas de estudo ficam sujeitas a avaliação previa da viabilidade das mesmas tendo em conta o n.º de participantes e a disponibilidade de técnicos da BA para as orientar.

Agradecemos aos nossos leitores a melhor compreensão e o cumprimento das novas regras de acesso à Biblioteca da Ajuda de modo a podermos manter o nosso serviço aberto e em segurança para todos.